Mudança na estação do ano é sinônimo de mudança no manejo das pastagens?
27 de novembro de 2018
Thomaz Vita Neto/Pulsar Imagens
Mapa simplifica norma de exportação
28 de novembro de 2018

Rede criada pelo setor produtivo de alimentos e bebidas lança campanha sobre mudança na rotulagem

Com início em dezembro, ação quer conscientizar consumidores e chamá-los à discussão pública com a Anvisa

A partir de 3 de dezembro uma campanha para conscientizar as pessoas sobre a importância dos rótulos dos alimentos na adoção de hábitos saudáveis deve circular na web e em redes sociais. Encabeçada pela Rede Rotulagem, entidade composta por 22 associações ligadas ao setor de alimentos e bebidas, a ação quer promover participação civil, engajando consumidores na nova regulamentação que está sendo discutida pela Anvisa. “O que nós queremos é que as informações contidas num rótulo sejam claras e informativas e façam com que os brasileiros possam tomar a decisão pela compra”, disse João Dornellas, presidente executivo da Associação Brasileira das Indústrias (ABIA), em evento realizado em São Paulo (27) para o anúncio da campanha.

“A proposta que enviamos à Anvisa inclui informações nutricionais na parte frontal das embalagens, com destaque para as quantidades de açúcares, gordura saturada e sódio e terão os indicativos de – BAIXO, MÉDIO E ALTO, com as respectivas cores: verde, amarelo e vermelho. Acreditamos que este modelo seja o mais informativo e didático”, defende Dornellas.

“O equilíbrio no consumo alimentar passa também pela rotulagem e, por isso, precisamos de algo que informe e faça as pessoas entenderem o que tem determinado produto e, não algo que somente restrinja o consumo”, disse a nutricionista Vanderli Marchiori. “O cuidado com a informação é primordial para não induzir o consumidor ao erro”, acrescentou a bióloga Natalia Pasternak, pesquisadora colaboradora do ICB-USP e também coordenadora científica dos Planetários de São Paulo.

O professor de educação física, Marcio Atalla, pondera “o que determina nossa saúde é o estilo de vida. Não podemos encarar a alimentação nem como vilã e nem como remédio. A saúde é o resultado de uma série de fatores, que inclui sempre a realização de uma atividade física”, disse.

Hábitos para boa saúde

Na ocasião, foi apresentada uma pesquisa realizada pelo Instituto Ideafix de Pesquisas, que apontou que 91,4% dos brasileiros tem algum grau de preocupação com a saúde, sendo que 52,3% declaram ter muita preocupação.

Quando questionados sobre quais hábitos são considerados os mais importantes para manter uma boa saúde, 92,4% destacaram a alimentação equilibrada e 85,6% a prática de exercícios físicos.

A pesquisa traz ainda que quando perguntados sobre os hábitos que afetam a saúde, 45,7% mencionaram a falta de uma alimentação equilibrada e 52,3% o fato de não praticarem exercícios físicos.

De acordo com os dados, 93,9% tem interesse em alimentação saudável e 85,6% buscam informações na internet.

A pesquisa quantitativa online foi realizada com 660 consumidores de todas as regiões brasileiras, no período de 14 a 20 de novembro.