CNH Industrial abre inscrição para Prêmio de Jornalismo
9 de Maio de 2018
Assocon
Criação de novo sistema de classificação e tipificação de carcaças bovinas avança
10 de Maio de 2018

Fundecitrus estima queda de cerca de 28% na safra de laranja

Apesar da diminuição na produção, citricultores e indústrias comemoram a estimativa em virtude do cenário internacional

Redação*

pomar_laranjaPesquisa de Estimativa de Safra (PES), divulgada pelo Fundecitrus ontem (9), estimou que o cinturão citrícola de São Paulo e Triângulo e Sudoeste Mineiro deve produzir 288,29 milhões de caixas de laranja de 40,8 Kg na temporada 2018/2019. O montante representa uma redução de 27,62% em relação à produção consolidada da safra anterior, que fechou em 398,35 milhões de caixas, e de 11% comparado à média dos últimos dez anos.

Segundo o documento, a taxa de queda de frutos está estimada em 17%. O índice é explicado pela previsão de menos chuvas e temperaturas acima da média e, principalmente, pelo incremento da severidade do greening, a doença mais preocupante da citricultura.

Ainda de acordo com o Fundecitrus, os pomares de limas-ácidas e limões verdadeiros cresceram 40% desde 2015, enquanto os de tangerinas expandiram 21%. Ambos representam 11,01% de toda a produção citrícola de São Paulo e Minas Gerais.

A área plantada com as principais variedades de laranja, que hoje compõe 86,22% do parque paulista e mineiro, diminuiu de 430,62 mil hectares em 2015 para 401,47 mil hectares em 2018.

Estimativa comemorada

A safra menor já era esperada pelo setor em função da grande quantidade de frutos em 2017/2018. As altas temperaturas registradas em outubro do ano passado, que resultaram em menor pegamento dos frutos nas regiões onde o florescimento foi mais tardio, foram determinantes para a queda do número de caixas.

Apesar da diminuição prevista na produção, citricultores e indústrias comemoram a estimativa. Como os estoques internacionais de suco de laranja estão relativamente baixos e a safra da Flórida, estimada pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) em 45 milhões de caixas, será a menor dos últimos anos, tanto o preço do suco quanto o preço da caixa de laranja tendem a manter-se estáveis.

A boa remuneração aos citricultores é considerada fundamental para a sustentabilidade do negócio. Os tratos culturais para a qualidade da fruta, como adubação e irrigação, e as práticas de defesa fitossanitária no controle de pragas e doenças demandam investimentos constantes e encarecem o custo de produção.

*Com informações do Fundecitrus

 

 

 

Os comentários estão encerrados.