ILPF é uma prática recomendada
Os desafios globais do agronegócio
16 de setembro de 2019

Embrapa desenvolve cartilha infantil sobre fogo no Cerrado

Publicação voltada a crianças e jovens sobre essa temática está sendo disponibilizada ao público para contribuir para uma mudança no costume de se colocar fogo para manejo de áreas o meio rural

Redação*

Se por um lado o campo está cada vez mais tecnológico e o conceito de Agricultura 4.0 crescentemente presente nas propriedades agrícolas, por outro técnicas primitivas como o uso do fogo ainda são utilizadas como estratégia para o manejo de áreas. Com o objetivo de desmistificar essas práticas culturais, alertar para seus riscos e potenciais danos, e ainda informar sobre como prevenir a queimada, a equipe da Embrapa Cerrados desenvolveu e está distribuindo uma cartilha voltada para crianças e jovens.

A publicação Três famílias e o fogo – um encontro no Cerrado conta a história de três famílias que aprendem sobre o uso do fogo no Cerrado e suas consequências, como danos aos animais, ao solo, à água, às plantas e risco às pessoas. Alunos do quinto ano da Escola Classe 111 sul foram os primeiros a receber a cartilha, na quarta-feira (11), Dia do Cerrado, durante visita à sede da Embrapa Cerrados, em Brasília/DF. 

“Apesar de se tratar de um conto, os elementos da história foram fundamentados em estudos sobre produtores rurais, aspectos motivacionais do uso do fogo na agricultura e em informações técnicas pesquisadas pela Embrapa no âmbito do projeto”, explica, em nota, Renato Berlim, da Embrapa Cerrados, um dos autores da publicação.

“O que se buscou foi ir além do certo ou errado, mas ensinar por meio das experiências dos personagens. Sabemos que essa prática é algo cultural nas comunidades e nada mais eficaz do que tentarmos mudar a mentalidade dos jovens; fazer um trabalho de base mesmo”, explica, por sua vez, o pesquisador da Embrapa Cerrados, Eduardo Cyrino. 

De acordo com Cyrino, apesar de muitas vezes usarem o fogo para limpeza e preparo do terreno antes do plantio, os agricultores entrevistados durante a pesquisa afirmaram conhecer os problemas que podem ocorrer a partir de uma perda de controle e se mostraram abertos à mudança de postura. “Atividades participativas de orientação, realizada por parte dos órgãos de governo, a partir dessas demandas, podem contribuir significativamente para melhorar a condição de vida deles e minimizar a utilização dessas práticas. O fato é que ficou constatado que há a necessidade de que eles sejam orientados e treinados nesse sentido”, afirma o pesquisador.

A cartilha é um dos produtos do projeto de pesquisa intitulado “Projeto Cinzas: aspectos motivacionais de uso do fogo e efeitos sobre a água e o solo como subsídios para a mitigação dessa prática na agricultura”, desenvolvido pela Embrapa Cerrados e apoiado pelo CNPq, e que mostra os efeitos danosos das cinzas de queimadas no solo e na água. A produção do documento foi patrocinada pela FAP/DF.

Acesse aqui a Cartilha

*com informações da comunicação da Embrapa Cerrados.