União registra nova lista de espécies nativas com valor alimentício
11 de julho de 2018
Campo Grande é palco da mais nova feira agrícola
12 de julho de 2018

Da sala de aula ao campo

Alunos da zona rural de Barreiras/BA conhecem de perto todo o processo de produção do algodão

Redação*

Em sua terceira edição, o projeto “Conhecendo o Campo”, da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), 50 crianças do ensino fundamental da Escola José Augustinho Porto, localizada na zona rural de Barreiras/BA, puderam conhecer um pouco mais sobre o processo de produção do algodão até a comercialização da fibra, na última segunda-feira (9).

Além de visitar o laboratório, onde identificaram doenças e pragas da cultura, os alunos também participaram de uma atividade lúdica com a simulação de uma colheita manual na Fazenda Modelo. “Já tinha visto uma plantação, mas nunca tinha entrado em uma para colher”, disse Lauren Joane Pereira, aluna do 5° ano. Sua irmã, Lisa Samilly, de sete anos, também participou das atividades. “Gostei muito de toda a visita, do algodão, do laboratório e do que foi falado em sala”, conta.

“Nossos estudantes saem mudados ao conhecer um pouco mais sobre a agricultura e do que é produzido em nossa região”, ressaltou Arleide Oliveira Queiroz, vice-diretora da escola.
Para o presidente da Abapa, Júlio Bosato, a ação tem como objetivo “evidenciar toda a estrutura de pesquisa e tecnologia que envolve a produção de algodão, além da importância da cultura do algodão para toda geração de riqueza e de empregos para todo o oeste da Bahia”, disse.

O Projeto tem o apoio do Instituto Iaiba, da Prefeitura de Barreiras por meio da Secretaria de Educação e também do Fundo para Desenvolvimento do Agronegócio do Algodão (Fundeagro).

*Com informações da assessoria da Abapa