UE proíbe a importação de carne de frango de 20 frigoríficos brasileiros
16 de maio de 2018
MMA e Sebrae firmam acordo para aprimorar procedimentos ambientais no funcionamento de pequenas empresas
18 de maio de 2018

Consumo de farinha de trigo se mantém estável em 2017

Expectativas do setor para 2018 são de otimismo

Redação*

O consumo de farinha de trigo no Brasil apresentou estabilidade em 2017, atingindo 8.409 milhões de toneladas. O montante representa uma ligeira retração de 0,42% em relação ao ano anterior. A produção nacional de farinha foi de 7.964 milhões de toneladas e a importação de 445 mil toneladas. Os dados são da Associação Brasileira da Indústria do Trigo (Abitrigo).

De acordo com o embaixador e presidente-executivo da Abitrigo, Rubens Barbosa, a estabilidade do setor reage ao mercado local para atender a demanda das padarias e da indústria alimentícia. “A queda no poder aquisitivo fez o brasileiro rever alguns hábitos adquiridos nos tempos de bonança da economia. As idas aos restaurantes diminuíram, bem como o consumo de alimentos de maior valor agregado reduziu. A farinha de trigo é matéria-prima de uma série de produtos básicos, como pães, macarrão e biscoitos, e a demanda por estes produtos também se mostrou estável ou com leve queda, fato que contribuiu para o cenário registrado no setor de moagem”, disse em nota.

De acordo com a Abitrigo, as expectativas do setor para 2018 são de otimismo, para retomada do mercado e ligeiro crescimento na indústria moageira.

*Com informações da Abitrigo

foto – Ismar Ingber/Pulsar Imagens